Histórias para serem contadas em sala de aula


Os Reis e a Geometria
Ptolomeu Soter, rei do Egito, fundador de uma dinastia que se notabilizou, resolveu criar em Alexandria um centro de estudos, capaz de rivalizar com as escolas gregas mais notáveis de Platão e de Pitágoras.Mandou, pois, o soberano egípcio chamar Euclides e convidou-o a ocupar, na nova “escola”, em Alexandria, uma das posições mais elevadas.

Na distribuição das matérias que deveriam ser estudadas na academia, a parte referente à Aritmética e à Geometria coube naturalmente a Euclides. Recomendou-lhe Ptolomeu que escrevesse um tratado no qual as noções de Geometria fosses expostas com clareza, precisão, e, também, com simplicidade.

Uma vez terminada a tarefa, Euclides levou ao rei o seu trabalho. Auxiliava-o um escravo que conduzia as numerosas folhas cuidadosamente enroladas.

O monarca, rodeado de seus generais e cortesãos, recebeu o geômetra em audiência solene. Surpreendido, talvez, com o grande desenvolvimento dado ao trabalho, ao rei perguntou a Euclides se não havia outro caminho mais suave, menos espinhoso, que lhe permitisse chegar ao conhecimento da Geometria.

Respondeu o geômetra:

– Não, príncipe. Em Matemática não existe caminho algum feito especialmente para os reis!