Histórias para serem contadas em sala de aula

A Coroa de HierãoHierão, rei de Siracusa, no ano de 217 a.C., mandou ao seu ourives 10 libras de ouro para a confecção de uma coroa que ele desejava oferecer a Júpiter. Quando o rei teve a obra acabada, verificou que ele tinha as 10 libras de peso, mas a cor do ouro inspirou-lhe a desconfiança de que o ourives tivesse ligado prata com o ouro. Para pôr a limpo a dúvida, consultou Arquimedes, matemático famosíssimo.

Arquimedes, tendo achado que o ouro perde na água 52 milésimos de seu peso, e a prata, 99 milésimos, procurou saber o peso da coroa mergulhada na água e achou que era de 9 libras e 6 onças; com estes três dados, descobriu a quantidade de prata que tinha a coroa.

Quem nos poderá calcular a quantidade de ouro e de prata que continha o presente destinado ao rei dos deuses?

Há, em relação a esse problema, uma lenda muito curiosa:

Conta-se que Arquimedes pensou muito tempo sem poder resolver o problema proposto pelo rei Hierão. Um dia, estando no banho, descobriu o modo de solucioná-lo, e , entusiasmado, saiu dali a correr para o palácio do monarca, gritando pelas ruas de Siracusa: “Eureca! Eureca!”- o que quer dizer: Achei! Achei!